Card image cap

Silvanópolis comemora a implantação do Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares na Escola Estadual João Pires Querido

13 de Fevereiro de 2022 | Noticias
Compartilhe:

A comunidade escolar de Silvanópolis aprovou, nesta na sexta-feira, 11, por unanimidade, a implantação do Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares (Pecim) na Escola Estadual Girassol de Tempo Integral João Pires Querido. A consulta pública, promovida pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), é o passo inicial para o início das atividades do Programa do Governo Federal desenvolvido pelos Ministérios da Educação e da Defesa. A iniciativa apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa, visando contribuir com a melhoria da Educação Básica do Brasil.

 

Durante o evento, o secretário executivo da Seduc, Edinho Fernandes, destacou que a Escola Estadual João Pires Querido é a oitava unidade escolar do Tocantins contemplada pelo Pecim. “A expansão é natural, visto que é um modelo que vem dando certo, assim como os Colégios Militares e a escola de Bombeiros Militares. A Seduc se alegra em poder oferecer aos municípios esta parceria com a Polícia Militar que visa proporcionar uma educação com ainda mais qualidade”, ressaltou.

 

Também estiveram presentes na consulta pública, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Antônio Andrade, o deputado estadual Cleiton Cardoso, o prefeito Genivon Pereira, o presidente da câmara, Jânio Soares, e a diretora Regional da Educação de Porto Nacional, Araildes Almeida.

 

 

Aprovação

Jonatam Mendes participou da consulta pública junto com o filho, Fillipe Emmanuel, de 11 anos, estudante do 7ª ano, e falou da alegria de participar do processo de implantação. "É muito importante estar participando desse momento que vai trazer muitos benefícios para nossa comunidade. E com isso a melhoria na estrutura da escola", ponderou.

 

Segundo o diretor da unidade de ensino, Laurindo dos Santos de Oliveira, a implantação da escola cívico-militar atende uma demanda da população. “Estamos confiantes que o Pecim trará inúmeros benefícios para a para a comunidade escolar. Já temos registrado, inclusive, aumento significativo no número de matrículas”, ressaltou.

 

A estudante do 7º ano do ensino médio, Thaynna Negri de 16 anos, falou das suas expectativas com a mudança. “A escola tende a melhorar o ensino de forma disciplinar e com isso o aprendizado será melhor”, comemorou.

 

Unidade de Ensino

A unidade de ensino foi criada em 1987 e atendia os anos iniciais do ensino fundamental. O projeto de construção foi executado em 30 dias, durante o Programa Mutirão das 1.000 salas de aula. A escola funcionava numa casa de quatro cômodos. Em 2005, foi transferida para as atuais instalações e a partir de 2013 a escola iniciou a oferta da modalidade de tempo integral.

 

A oitava unidade do Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares (Pecim) no Tocantins tem capacidade para atender cerca de 500 estudantes e ofertará os anos finais do Ensino Fundamental - 6º ao 9º ano - e a Educação de Jovens e Adultos (EJA) - 3º segmento. Com a implantação da nova metodologia, a escola deixará de ofertar o ensino em tempo integral.

 

A atual estrutura conta sete salas de aulas, bloco administrativo, refeitório, quadra de esporte, banheiros com adaptação especial, biblioteca e laboratório de informática.

 

Escolas Cívico-Militares

Com esta unidade, o Tocantins passa a contar com oito Escolas Cívico-Militares. Com a adesão ao programa, a unidade continua com seus currículos orientados pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e passa a contar com aportes financeiros para melhorias na estrutura e com a norma de conduta militar.

 

O representante do Comando da Polícia Militar, Major Fernando Gomes, destacou a relevância dos investimentos realizados na educação básica. "O Pecim promove muitas melhorias para a escola, com proposta pedagógica e de gestão diferenciadas, aporte de recursos financeiros com a finalidade de melhorar o ensino ofertado", enfatizou.

 

Também possuem unidades de ensino contempladas pelo Pecim as seguintes cidades: Palmas (duas escolas), Gurupi, Paraíso do Tocantins, Formoso do Araguaia e Peixe. Nesta semana, a comunidade escolar de Tocantinópolis aprovou a implantação do Pecim no Colégio Estadual Professor José Carneiro de Brito. Assim, o Estado passa a contar com mais de 5.700 vagas em unidades de ensino com esta metodologia.

 

 

Colégios Militares

O Tocantins conta ainda com 26 colégios militares nos municípios de: Araguaína, Arraias, Araguatins, Augustinópolis, Araguaçu, Colinas do Tocantins, Dianópolis, Taguatinga, Alvorada, Gurupi, Palmeirópolis, Guaraí, Miracema, Palmas (três), Cristalândia, Paraíso do Tocantins (duas), Porto Nacional, Pindorama, Aliança do Tocantins, Colméia, São Miguel do Tocantins, Natividade e Paranã. Essas unidades de ensino, juntas, oferecem 15.785 vagas.

 

O Tocantins também conta com uma unidade de ensino apoiada pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins, a Escola Estadual de Tempo Integral Jardenir Jorge Frederico, com capacidade para atender 809 estudantes.